Você sabia que..


...

DOAÇÃO DE SANGUE Voltar

Condições básicas para doar sangue

Abaixo estão listados os requisitos básicos e alguns dos principais impedimentos para doação de sangue. Entretanto, esta lista não esgota os motivos que impedem uma doação, de forma que outras informações prestadas pelo doador durante a triagem clínica serão consideradas para definir se está apto ou não para doar sangue:

  • Estar em boas condições de saúde (o hemocentro fará uma avaliação médica).

  • Não estar em uso de medicamentos.

  • Pesar acima de 50kg (descontar o vestuário).

  • Ter acima de 1.50 m de altura.

  • Ter entre 16 e 69 anos de idade:

    - 16 e 17 anos somente com autorização do responsável legal.

    - Idoso deve ter iniciado a doar sangue antes dos 60 anos.

    - Candidatos à doação de sangue não poderão levar menores de 12 anos no dia da doação.

  • Apresentar documento oficial com foto (carteira de identidade, carteira de trabalho profissional, habilitação ou passaporte).

  • Ter dormido pelo menos 6 horas, na noite anterior à doação.

  • Não realizar exercícios físicos ou ingerir bebidas alcoólicas 12 horas antes da doação.

  • Caso tenha colocado piercing, feito tatuagem ou maquiagem definitiva será necessário aguardar 12 meses para realizar a doação.

  • Caso tenha realizado endoscopia ou outros exames invasivos, aguardar 6 meses.

  • Evitar fumar 2 horas antes e depois da doação.

Legislação Vigente

Lei 7649 de 25 de janeiro de 1988 - Estabelece a obrigatoriedade do cadastramento dos doadores de sangue bem como a realização de exames laboratoriais no sangue coletado, visando a prevenir a propagação de doenças, e dá outras providências.

Lei 10.205 de 21 de março de 2001 - Regulamenta o § 4o do art. 199 da Constituição Federal, relativo à coleta, processamento, estocagem, distribuição e aplicação do sangue, seus componentes e derivados, estabelece o ordenamento institucional indispensável à execução adequada dessas atividades, e dá outras providências.

Decreto 95.721 de 11 de setembro de 1988 - Regulamenta a Lei n° 7.649, de 25 de janeiro de 1988, que "estabelece a obrigatoriedade do cadastramento dos doadores de sangue bem como a realização de exames laboratoriais no sangue coletado, visando a prevenir a propagação de doença".

Decreto 3.990, de 30 de outubro de 2001 - Regulamenta o art. 26 da Lei nº 10.205, de 21 de março de 2001, que dispõe sobre a coleta, processamento, estocagem, distribuição e aplicação do sangue, seus componentes e derivados, estabelece o ordenamento institucional indispensável à execução adequada dessas atividades.

Portaria 158 de 4 de fevereiro de 2016 - Redefine o regulamento técnico de procedimentos hemoterápicos.

Não podem doar sangue

  • Portadores de doenças infectocontagiosas: HIV, Sífilis, Chagas, Malária, Hepatite B e C

  • Parceiro sexuais de pessoas infectadas pelo HIV-Aids

  • Pessoas com múltiplos parceiros sexuais, pessoas que mantiveram relação sexual sem o uso de preservativo nos últimos 12 meses

  • Usuários de drogas injetáveis

  • Mulheres grávidas, amamentando (nos primeiros 12 meses) ou que tiveram aborto nos últimos 3 meses

Periodicidade

  • Homens: 60 dias (até 4 doações por ano)

  • Mulheres: 90 dias (até 3 doações por ano)

Qual a rotina para a doação de sangue

Mitos e verdades

Mitos Verdades
Doar sangue dói: MITO. Você é daqueles que têm medo de agulha? Não se preocupe, é como um hemograma rápido e comum. Grávidas e lactantes não podem doar sangue: VERDADE! As mamães não podem doar sangue pois pode abaixar seu estoque de ferro, gerando uma anemia que prejudicaria o feto.
Vou ficar sem sangue: MITO. A quantidade retirada é pequena e a reposição é feita pelo próprio organismo e começa a ser feita nas primeiras 24h após a doação. Doar sangue não oferece risco de contaminação. VERDADE. Todo o material utilizado é estéril, de uso único e descartável.
Posso doar todo mês: MITO. O corpo precisa de um prazo pra se recompor, por isso é necessário que o homem faça sua doação a cada dois meses e a mulher a cada 90 dias. Para doar sangue preciso estar alimentado e descansado. VERDADE. É necessário estar descansado e não ter praticado atividades físicas intensas pelo menos cinco horas antes da doação.
Doar sangue vicia. MITO. A doação de sangue é um ato altruísta e voluntário que depende da iniciativa de cada cidadão. O peso influencia na doação. VERDADE. É preciso ter a partir de 50 quilos para poder realizar a doação.

Roteiro da doação

  • 1. Identificação

    O candidato deve apresentar o documento oficial com foto e fornecer os dados cadastrais. Não são aceitos crachás funcionais e carteirinha estudantil.

  • 2. Pré-triagem

    Nesta fase são coletados dados físicos gerais do candidato, como pressão arterial, temperatura, pulso, altura e peso, além do teste para detecção de anemia.

  • 3. Pré-lanche

    O candidato recebe um lanche leve para manter um bom condicionamento para a doação.

  • 4. Triagem–clínica

    Nesta etapa o candidato responde a uma série de perguntas sobre seu estado de saúde, condições gerais, alimentação, uso de medicações, entre outros. É imprescindível fornecer todas as informações solicitadas de forma verdadeira, sem omissão.

  • 5. Coleta

    É o momento da coleta do sangue. Todo material utilizado é descartável e individual, garantindo total segurança ao doador. São coletados 400 a 470 ml de sangue e dura de 5 a 10 minutos todo o procedimento.

  • 6. Lanche

    Após a doação, o doador é encaminhado à copa para receber um lanche reforçado.

Atenção

Após a coleta, o sangue doado é testado para hepatite B e C, HIV, HTLV I e II, Chagas e sífilis. Caso apresente qualquer resultado alterado, o sangue doado não será utilizado para transfusão e o doador deve ser convocado a retornar à Unidade de coleta para repetir os exames. O doador também é chamado para repetição dos exames caso ocorra inadequação das amostras.

Cuidados pós-doação

  • Permanecer na área de doação pelo menos 15 minutos

  • Ingerir bastante líquido nas 24 horas seguintes

  • Não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas seguintes

  • Evitar esforços físicos exagerados

  • Não dirigir veículos pesados, coletivos ou motocicletas caso seja a primeira doação

  • Mantenha o curativo no local da agulha por, no mínimo, 4 horas. Se você perceber que o local voltou a sangrar, aplique uma pressão sobre o local por 2 a 5 minutos e então troque a curativo, mantendo-o por mais 4 horas