Você sabia que..


...

Notícias Voltar


HPV: meninos também receberão vacina contra o vírus a partir deste ano

05 de janeiro de 2017
05012017_hpvmeninos_portalbrasilA partir deste m√™s, a rotina do Calend√°rio Nacional de Vacina√ß√£o do Sistema √önico de Sa√ļde (SUS) vai incluir a vacina conta o HPV para meninos. A imuniza√ß√£o passa a abranger adolescentes entre 12 e 13 anos de idade. A proposta √© que essa faixa et√°ria seja expandida gradativamente at√© o ano de 2020, incluindo meninos de 9 anos a 13 anos.
 
A expectativa do Minist√©rio da Sa√ļde √© imunizar 3,6 milh√Ķes de meninos neste ano, al√©m de 99,5 mil crian√ßas e jovens de 9 a 26 anos que possuem HIV/aids. A estrat√©gia tem como objetivo proteger contra os c√Ęnceres de p√™nis, garganta e √Ęnus, doen√ßas que est√£o diretamente relacionadas ao HPV. A defini√ß√£o da faixa-et√°ria para a vacina√ß√£o visa proteger as crian√ßas antes do in√≠cio da vida sexual e, portanto, antes do contato com o v√≠rus.
 
O programa de imuniza√ß√£o para meninos contra HPV ser√° de duas doses, com seis meses de intervalo entre elas. Para os que vivem com HIV, o esquema vacinal √© de tr√™s doses ‚Äď intervalo de 0, 2 e 6 meses. No caso dos portadores de HIV, √© necess√°rio apresentar prescri√ß√£o m√©dica. A vacina disponibilizada para os meninos ser√° igual √† j√° oferecida para as meninas desde 2014. A imuniza√ß√£o protege contra quatro subtipos do v√≠rus HPV ‚Äď 6, 11, 16 e 18 ‚Äď e tem 8% de efic√°cia para quem segue corretamente o esquema vacinal.
 
Meninas
Neste ano, tamb√©m ser√£o inclu√≠das na vacina√ß√£o do HPV as meninas que chegaram aos 14 anos sem tomar a vacina ou que n√£o completaram as duas doses. A faixa et√°ria atual para o p√ļblico feminino √© de 9 a 13 anos. Nas meninas, o principal foco da vacina√ß√£o √© proteger contra o c√Ęncer de colo do √ļtero, vulva, vaginal e anal; les√Ķes pr√©-cancerosas; verrugas genitais e infec√ß√Ķes causadas pelo v√≠rus.
 
Meningite
Adolescentes de 12 e 13 anos, de ambos os sexos, tamb√©m passar√£o a receber a vacina contra meningite C a fim de reduzir o n√ļmero de casos. A meningite √© uma doen√ßa considerada end√™mica no Brasil. Em 2015, foram registrados 15,6 mil casos de diferentes tipos em todo o pa√≠s, sendo a meningite C √© o subtipo mais frequente da doen√ßa, e representa cerca de 60% a 70% dos casos de meningite.
 
O objetivo √© refor√ßar a efic√°cia da meningoc√≥cica C. A vacina√ß√£o tamb√©m dever ser ampliada para adolescentes ‚Äď sexo feminino e masculino ‚Äď de 9 a 13 anos, gradativamente, entre 2017 e 2020. No pr√≥ximo ano, ser√£o inclu√≠dos adolescentes de 12 a 13 anos e, a cada ano, ser√° acrescida nova faixa et√°ria em ordem decrescente.
 
O objetivo √© imunizar 7,2 milh√Ķes de adolescentes, que representam 80% do p√ļblico-alvo. O esquema vacinal para esse p√ļblico ser√° de um refor√ßo ou uma dose √ļnica, conforme a situa√ß√£o vacinal. Atualmente, essa vacina √© ofertada para crian√ßas aos tr√™s, cinco e 12 meses. A m√©dia anual de cobertura √© de 95%, tendo alcan√ßado em 2015 o √≠ndice de 98,2%.
 
Ag√™ncia CNM, com informa√ß√Ķes do Minist√©rio da Sa√ļde