Você sabia que..


...

Notícias Voltar


Fiocruz mostra imagens inéditas da evolução do Aedes aegypti desde o ovo ao mosquito

05 de janeiro de 2017

 

25052016_Aedes_PrefJoaoNeivaESO perigo do desenvolvimento desde a proliferação dos ovos até a idade adulta do Aedes aegypti nas cidades foi mostrado em uma matéria exibida pelo Jornal Nacional com imagens inéditas feitas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O mosquito é transmissor da dengue, da febre chikungunya e do vírus da zika. A declaração de especialistas é de que quanto mais calor, mais rápido ele se multiplica.

A matéria dá detalhes da rápida evolução do mosquito e da alimentação do Aedes. Segundo especialistas, os ovos do mosquito sobrevivem até um ano em um lugar completamente seco. Nesse caso, para nascer, basta que a água fique em contato com o ovo durante dez minutos para a larva evoluir.

Outra observação feita pelos pesquisadores é que a larva se alimenta de qualquer coisa, desde resto de terra até outras larvas. A metamorfose também é rápida. Em apenas 4 dias a larva se transforma em pupa. Nessa fase, de acordo com os especialistas, dificilmente o futuro mosquito morre. O vídeo ainda apresenta imagens do Aedes saindo da casca e com o corpo ainda mole. Apesar disso, ele já está pronto para transmitir doenças. Ainda são apresentadas na reportagem medidas para que possam evitar os criadouros do mosquito.

Confira aqui a matéria exibida no Jornal Nacional.