Você sabia que..


...

Notícias Voltar


No Dia Internacional contra o C√Ęncer de Mama, CNM destaca Outubro Rosa e Novembro Azul

19 de outubro de 2018

Ag CNMVestir o mundo de rosa e azul para alertar sobre duas doenças que matam milhares de pessoas todo ano. Números que podem ser reduzidos com a prevenção e o tratamento. Nesta sexta-feira, 19 de outubro, comemora-se o Dia Internacional contra o Câncer de Mama, data que inspirou a criação do Outubro Rosa. Com a virada do mês, é o câncer de próstata que passa a ocupar o centro dos debates, e monumentos, organizações públicas, privadas e do terceiro setor trocam a campanha pelo Novembro Azul.

Neste ano, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) resolveu reunir as duas temáticas em uma única campanha. Em homenagem ao Dia Internacional contra o Câncer de Mama, foi lançado um vídeo de conscientização nas redes sociais, com a hashtag #adecisãoénossa. Trata-se de uma prévia para a campanha Outubro Rosa/Novembro Azul, que estará no ar no site entre os dias de 29 de outubro e 2 de novembro, com material informativo e uma sequência de matérias.

Como entidade representativa de todos os Municípios do país, a Confederação se vê no papel de alertar gestores municipais, profissionais da saúde e a população para os casos e mortes, e orientar para a prevenção e o tratamento. Durante a campanha, além de trazer depoimentos de gestores que enfrentaram a doença, serão apresentados o papel da administração local, boas práticas que podem ser replicadas e informações práticas para pacientes, familiares e amigos.

Números alarmantes
Dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade do Ministério da Saúde (MS) mostram que, entre 2000 e 2016, houve 200.813 óbitos de mulheres e 2.106 de homens por câncer de mama no Brasil. Neste mesmo período, 196.177 homens morreram com câncer de próstata. No sexo feminino, 63% das vítimas têm entre 40 e 70 anos e, dos homens que vieram a óbito pelo câncer de próstata, 95% têm mais de 60 anos. Apesar de menos comum, há registros de mortes em todas as idades.

A base está atualizada até 2016 e, portanto, não fornece informações mais recentes, referentes a 2017 e 2018. Porém, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), serão 59.700 casos novos de câncer de mama e 68.220 de câncer de próstata para cada ano do biênio 2018-2019 no Brasil. Ou seja, há risco estimado de 56,33 casos a cada 100 mil mulheres e de 66,12 casos novos a cada 100 mil homens. Sem considerar os tumores de pele não melanoma, os cânceres de mama e de próstata são os mais incidentes em todas as regiões do país.

Confira o vídeo:

{youtube}https://www.youtube.com/watch?v=Pyh5a0eHpPg{/youtube}

Por: Amanda Maia
Foto: Ag. CNM
Da Agência CNM de Notícias