Você sabia que..


...

Notícias Voltar


Áreas da defesa civil, assistência social e saúde devem se preparar para onda de frio intenso

19 de agosto de 2020

 Arquivo Ag BrasilUma onda de frio intenso deve atingir todo o país, da região Sul ao Norte, a partir desta quinta-feira, 20 de agosto. O alerta meteorológico é da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil em conjunto com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o Instituto Nacional de Pesquisa (Inpe), o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) e o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden).

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) une esforços com os órgãos federais para informar os gestores sobre o alerta e orientar as áreas municipais de defesa civil, assistência social e saúde a se prepararem para a mudança climática. A comunidade também deve ser alertada. Isso porque o frio pode aumentar os casos de resfriados e doenças respiratórias e, atrelado à Covid-19, sobrecarregar ainda mais os serviços de saúde.

A população em situação de rua também merece atenção, pois deve demandar os serviços socioassistenciais. Nesse sentido, a administração pública e as equipes da assistência podem pensar em um planejamento estratégico e ações interdisciplinares que contribuam para a proteção desse público vulnerável e a prevenção da disseminação do coronavírus.

Regiões atingidas
De acordo com o alerta, o Sul será a primeira região a ser atingida, já na madrugada desta quinta-feira, 20. A forte massa de ar frio resultará no declínio acentuado de temperatura com geadas generalizadas. Além disso, com a umidade remanescente e o frio intenso, há também possibilidade de neve nas regiões serranas do Rio Grande do Sul, no oeste, sul, meio-oeste e planalto norte de Santa Catarina, bem como em áreas do sul e sudoeste do Paraná. A população poderá sentir os efeitos entre o fim de tarde e a noite de quinta-feira até sábado.

A partir de sexta-feira, 21, os demais Estados estão sujeitos ao expressivo decréscimo de temperatura, podendo chegar a 10°C entre sexta e sábado no: Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, sul de Minas Gerais, Mato Grosso, sul de Goiás, Rondônia, Acre e sul do Amazonas. A partir de domingo, 22, e no decorrer da semana, o frio perderá força gradativamente.

Orientações
O secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas, reforçou a importância de os gestores se organizarem com suas secretarias municipais de Assistência Social e as coordenadorias municipais de Proteção e Defesa Civil. Em especial nos Estados que não estão acostumados com ondas de frio intenso, como Acre, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Os órgãos contam também com o apoio das imprensas locais e estaduais para divulgação do alerta e ações emergenciais de atendimento à população - como arrecadação e distribuição de agasalhos às pessoas em situação de rua. A CNM se coloca à disposição para interlocução entre os diferentes atores e solicita o apoio das entidades estaduais quanto à divulgação do alerta aos Estados afetados.

Da Agência CNM de Notícias

Foto: Arquivo/Ag. Brasil